As lições que aprendemos em 2021 para planejar melhor 2022

Veja as dicas para lidar melhor com o cenário de mudanças e manter as finanças em ordem no ano que já vai começar

As lições que aprendemos em 2021 para planejar melhor 2022
27 de dezembro de 2021 5 min. leitura

O ano que está terminando nos mostrou, mais uma vez, a importância de estarmos preparados para mudanças. Há uma palavra que traduz bem essa necessidade: resiliência, que significa a capacidade de nos adaptarmos às novas situações que surgem na vida e conseguirmos encontrar caminhos para superar as dificuldades, mesmo em cenários extremos.

Ao longo de 2021, fomos muito desafiados nesse sentido. Começamos o ano com uma taxa de juros oficial (Selic) de 2% e chegamos ao final de dezembro com a Selic em 9,25%. Juros mais altos significam crédito mais caro para as pessoas e empresas que precisam financiar suas necessidades.

A inflação, por sua vez, partiu de 0,25% em janeiro e chegou 0,95% em novembro, devendo fechar o ano acima de 10%, um dos índices mais altos da década, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Sentimos o peso desse aumento na hora de passar pelo caixa do supermercado, comprar o botijão de gás ou abastecer o tanque no carro. Tudo ficou mais caro para o consumidor.

A expectativa de recuperação econômica com a redução dos impactos da pandemia não se concretizou. O PIB caiu 0,1% no 3º trimestre de 2021, marcando dois trimestres seguidos de baixa e colocando o Brasil em recessão técnica, segundo o IBGE. O desemprego segue alto, com 13,5 milhões de brasileiros - 12,6% da população ativa do país - tentando, sem sucesso, buscar trabalho. 

Neste cenário, não foram poucas as pessoas que precisaram enfrentar obstáculos ou se adaptar a uma nova realidade. As dificuldades, porém, também podem nos trazer aprendizados, e é possível tirar deste ano algumas lições para viver melhor um 2022 melhor. É o que você confere a seguir. 

Ter flexibilidade para lidar com imprevistos

Em 2021, possivelmente, você teve que lidar com algum imprevisto ou mudança repentina, como a perda ou troca de emprego, mudança de casa ou alguém doente na família. Ou, ainda, percebeu a importância de rever uma série de comportamentos que não faziam mais sentido diante de uma nova realidade, e decidiu cortar gastos no supermercado ou vender o carro. De uma forma ou de outra, foi preciso se adaptar.

Para lidar com imprevistos, flexibilidade é fundamental. Diante de mudanças, precisamos analisar os caminhos que temos pela frente. E, na hora de fazer isso, é importante ter em mente o momento atual, sem ficarmos extremamente apegados à maneira como as coisas foram ou funcionaram no passado. No entanto, aprender a ser flexível não é tão simples assim, pois implica abrir mão do que já era conhecido ou planejado.

Ficou muito claro, em 2021, que para enfrentar momentos bruscos de transição é essencial ter uma boa estrutura financeira - e isso não é sinônimo de muito dinheiro, mas de organização e planejamento. Ter controle sobre tudo o que entra e o que sai de dinheiro no mês facilita enxergar o que precisa ser feito para adaptar as finanças pessoas e familiares à nova realidade. Nós preparamos uma série de dicas que podem ajudar você a organizar as finanças e a ter um plano B financeiro

As lições que aprendemos em 2021 para planejar melhor 2022: o sol nascente ilumina a silhueta de uma pessoa, simbolizando a esperança no novo ano

Fazer uma reserva de emergência

Uma das melhores maneiras de lidar bem com imprevistos é manter uma reserva de dinheiro que possa ser usado na hora que precisar. A reserva de emergência segura as pontas em caso de perda ou diminuição repentina de renda, garantindo o pagamento das contas da casa por um período, sem precisar entrar em dívidas. Ela também é uma mão na roda na hora que você precisa fazer algum gasto não previsto.

Mas a reserva de emergência não é conquistada de um dia para outro. É preciso ir construindo esse colchão financeiro aos poucos, separando uma pequena parte do que se ganha a cada mês. A quantidade de dinheiro que deve ser poupada varia de acordo com a realidade de cada pessoa, mas a sugestão é guardar o suficiente para cobrir alguns meses de gastos fixos (prestações e alugueis, por exemplo) e variáveis (contas de água e luz, supermercado, entre outras).

Se você tem dificuldade para guardar dinheiro, vale conferir algumas dicas para criar o seu próprio desafio financeiro e poupar um determinado valor até o final de 2022. Vale conferir também alguns mecanismos mentais que podem estar te atrapalhando nesse processo.

Diversificar investimentos

Se você já conseguiu juntar a sua reserva de emergência e tem o valor guardado em uma aplicação segura e de alta liquidez, pode ser interessante começar a diversificar seus investimentos. Cabe lembrar que, com a alta da Selic, a rentabilidade da poupança mudou, porém não dá conta de compensar as perdas geradas pela inflação, e o valor depositado na poupança continua a render menos do que outros tipos de aplicações. Confira aqui um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre a poupança.

E, antes de investir em outros produtos de renda fixa ou de renda variável, veja se você possui um perfil conservador, moderado ou arrojado. Há investimentos que podem ser mais adequados dependendo do seu ganho médio, dos seus objetivos, do tempo em que deseja manter o dinheiro investido e dos riscos que está disposto a correr, entre outros fatores.

Cuidar da saúde

Por último, mas não menos importante, cuide de você! Diante das tantas adversidades que vivemos nos últimos dois anos, nosso corpo e nossa mente sofreram bastante. Chegamos ao final do ano cansados, mas essa época sempre traz algum respiro na correria e a oportunidade de descansar. 

Aproveite bem e procure criar, a partir de agora, uma rotina em que caibam a realização de exames periódicos e de atividades físicas, o cuidado com o sono e uma alimentação equilibrada. E, se não estiver dando conta de lidar com os problemas sozinho, busque ajuda! Há uma série de serviços de saúde gratuitos ou mais em conta que podem ajudar você a ter o corpo e a mente saudáveis. Isso é essencial para uma vida mais tranquila.

Que 2022 seja melhor para todos nós!

DESTAQUES
ESSE ARTIGO FOI ÚTIL?
CONTEÚDO RELACIONADO
Organizar as finanças
5 min. leitura
Organizar as finanças
10 min. leitura