Montar um negócio pode ser uma alternativa para aumentar a renda na aposentadoria

Confira os cuidados, riscos e oportunidades mapeados pelo Sebrae-MG para empreender na maturidade

Montar um negócio pode ser uma alternativa para aumentar a renda na aposentadoria
26 de julho de 2022 4 min. leitura

Conteúdo produzido pelo Sebrae-MG para o Meu Bolso em Dia

Chegada a hora da aposentadoria e você se pega com um misto de sentimentos. De um lado, a tranquilidade de poder descansar após anos de muito trabalho. De outro, a dificuldade de se enxergar sem trabalhar e com um ritmo de vida diferente daquele ao qual estava acostumado ao longo dos anos.

Apesar de serem percepções normais, muitas vezes surge uma terceira questão que costuma preocupar as pessoas nesse momento: será a renda da aposentadoria suficiente para os próximos anos de minha vida? Seria possível conseguir alguma alternativa para aumentar meus ganhos nessa fase?

Surge, aí, a possibilidade de abrir um novo negócio. Mas você pode pensar: começar algo novo a esta altura de minha vida? Por que não? Quem sabe, finalmente, a possibilidade de trabalhar em algo que sempre sonhou ou em um segmento de mercado que sempre chamou sua atenção? Ou, talvez, a possibilidade de aplicar todo o conhecimento que adquiriu ao longo de sua vida profissional em prol de um negócio que é todo seu.

As oportunidades são muitas. Independentemente do caminho escolhido, algumas considerações precisam ser feitas. Vejamos a seguir.

O tipo de aposentadoria que recebo me permite abrir uma empresa?

É muito importante procurar se informar a respeito da aposentadoria a que você tem direito. Algumas modalidades, como a aposentadoria por invalidez, não permitem que o beneficiário continue trabalhando.

Então, vale conferir os pré-requisitos para manter o seu benefício, antes de tomar a decisão de montar um empreendimento.

Atenção aos riscos 

Independentemente da fase da vida que você se encontra, qualquer negócio apresenta uma série de riscos: não conseguir atingir as vendas necessárias para cobrir os custos, ligados aos fornecedores, aos funcionários, às questões legais e ambientais, entre tantas outras...

Portanto, o primeiro passo é planejar!

Será
que este negócio ou setor é realmente para mim

Será que este negócio ou setor é realmente para mim? 

Tente unir uma boa análise de oportunidades de mercado com suas potencialidades e conhecimentos adquiridos ao longo da carreira. A sua experiência pode ser vital para o sucesso do negócio. Mais do que isso, pode ser um diferencial em relação a outras empresas.

Como em qualquer abertura de empresa, crie um plano de negócios consistente, que descreva o maior número de cenários que poderá enfrentar. A partir da construção do plano de negócios você descobrirá se a sua ideia para um novo empreendimento é viável ou não. Nesta etapa é essencial buscar informações sobre seus clientes, concorrentes, fornecedores e, também, sobre pontos fortes e fracos do seu negócio.

Estude o mercado, a concorrência, mapeie os riscos, entenda claramente como você pode se destacar. Quanto mais você conhecer o mercado no qual pretende atuar, mais bem feito será o seu plano de negócios.

Atualize-se sempre!

Para você que construiu uma carreira por tantos anos, uma questão pode parecer bobagem, mas não deve fugir de nosso radar: atualize-se sempre! O mercado muda muito rapidamente e, talvez, a maneira de lidar com certas questões ou processos de trabalho hoje em dia possa ser um pouco diferente daquela que você se acostumou.

O historiador, professor, palestrante e escritor Leandro Karnal, retrata a importância de estar consciente de que a transformação está atuando sobre cada um de nós, em todos os momentos. De acordo com Karnal, “o mercado que funcionava há dez anos com determinadas regras não é mais o mercado atual. As regras que fizeram a gestão de uma empresa há 30 anos não valem mais. (...) Então, a primeira percepção não é nem buscar a transformação, mas estar consciente de que ela ocorre, independente da minha estratégia. (...) Tudo está mudando a todo o instante. Só existe uma coisa fixa no universo, que é a transformação constante. E cada um precisa se adaptar, a seu modo, para isso.”

Cuidados para abrir o seu próprio negócio

Se você já decidiu se aventurar em seu próprio empreendimento, confira algumas dicas antes de colocar suas ideias em prática:

  • Escolha o que você vai vender, para quem e onde
  • Faça a formalização da atividade
  • Separe a pessoa física da jurídica
  • Aprenda a calcular o custo para formar o preço certo
  • Descubra canais de vendas
  • Prepare-se para o mundo digital
  • Faça o orçamento e planeje-se

Os detalhes sobre cada um desses tópicos você encontra na matéria “Quer começar um negócio para ter renda?”.

Mas, antes de você mudar de página, uma questão adicional que pode ajudar nessa nova empreitada diz respeito a você se cercar de profissionais competentes, que podem complementar sua formação, trazer outras ideias, vivências. Fazer networking é essencial!

Cuidados para abrir o seu próprio negócio

Cuidar de cada uma dessas questões pode ajudar a minimizar os problemas a serem enfrentados e aumentar as chances de você ter sucesso. Afinal, a última coisa que você quer nesse momento da sua vida é abrir um negócio para enfrentar problemas.

E saiba que a idade não pode ser um impeditivo para nada dentro do mundo dos negócios. Pelo contrário, use-a a seu favor! E aí, que tal empreender?

DESTAQUES