Qual é a melhor maquininha para meu negócio?

Tudo o que o pequeno empreendedor precisa saber para escolher o modelo mais adequado à sua realidade

21 de março de 2018

Tudo o que o pequeno empreendedor precisa saber para escolher o modelo mais adequado à sua realidade

O dinheiro de plástico está cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Hoje, poucas pessoas andam com cédulas no bolso para pagar pelos produtos e serviços que costumam comprar. Por isso, ter uma maquininha que aceite cartões de crédito e débito é fundamental para qualquer empreendedor, inclusive profissionais que atuam de maneira autônoma, como vendedores de alimentos, cabelereiros, manicures, podólogos e massagistas, entre outros.

O desafio é descobrir, entre os muitos modelos existentes no mercado, qual é o mais adequado a cada realidade. Para o pequeno empreendedor, os tipos mais comuns são as maquininhas que não precisam de celular para funcionar e os leitores de cartão para celulares e tablets.

As alternativas incluem equipamentos que você pode comprar, evitando o pagamento de mensalidade, ou alugar. Todos cobram um percentual sobre as vendas feitas com cartão.

Cada produto possui características e condições próprias. Confira no quadro abaixo os principais itens que você precisa considerar para não se perder na hora de fazer a sua pesquisa.

Leitores de cartões que não precisam de celular

Eles funcionam com chip próprio e conexão WiFi, sem a necessidade de conexão com um aparelho de celular ou tablet. Conheça as características de alguns dos modelos existentes no mercado.

Leitores para celulares e tablets

Eles podem ser acoplados ao celular ou tablet, via cabo ou bluetooth, e são compatíveis com os modelos Android e iOS. Adequados para vendas móveis, podem ser carregados para qualquer lugar, e têm pouca burocracia na contratação. Veja as taxas e como funcionam alguns dos modelos disponíveis.