Comportamento empreendedor 4: Persistência

Entenda como um comportamento persistente pode ser decisivo para o sucesso do negócio

Persistência característica do comportamento empreendedor
30 de novembro de 2021 4 min. leitura

Conteúdo produzido pelo Sebrae-MG para o Meu Bolso em Dia

Vivemos hoje no chamado “mundo VUCA”, marcado pela volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Tudo muda muito rápido e o tempo todo. Por vezes, é até difícil se manter atento e por dentro de todas as mudanças e inovações trazidas por esse novo conceito, que tenta explicar a complexidade e a imprevisibilidade dos nossos tempos.

Quem tem uma empresa, independente do seu porte, sabe que as incertezas também afetam a realidade do negócio. Para se adaptar às mudanças trazidas pelo mundo VUCA e aos obstáculos presentes no dia a dia do empreendimento, é preciso ser persistente!

A persistência é mais uma das dez características do comportamento de empreendedores de sucesso, que tiveram sua origem explicada na matéria “Empreendedor ou empresário: qual é a diferença?”, que você encontra aqui no Meu Bolso em Dia. Para o Sebrae, uma pessoa persistente é aquela que:

·         Não desiste diante de obstáculos;

·         Reavalia e insiste ou muda seus planos para superar objetivos;

·         Esforça-se além da média para atingir seus objetivos.

Cynthia Serva, especialista em empreendedorismo, ressalta, em entrevista para a revista Exame, que “uma das características mais marcantes (e importantes!) de um empreendedor talvez seja a persistência. Persistência significa firmeza em seguir um sonho, um objetivo, apesar de todos os obstáculos que irão surgir, inclusive os fracassos iniciais. Não conheço nenhum empreendedor de sucesso que não tenha tido uma boa dose de persistência e de perseverança para levar seu projeto adiante.”

Para alguns, maiores, para outros, menores, mas o fato é que para grande parte dos empreendedores, fracassos momentâneos fazem parte dessa jornada.  E, são “justamente os fracassos que mostraram onde e porque estavam errando, e como poderiam melhorar na próxima tentativa”, completa a especialista.

O facilitador do Empretec (seminário de formação de empreendedores criado pela ONU – Organização das Nações Unidas – e ministrado exclusivamente pelo Sebrae, no Brasil)  Hermon Freitas, nos traz algumas dicas sobre o desenvolvimento de um comportamento persistente. Veja a seguir!

Como manter a persistência diante de tantas adversidades 

Segundo o facilitador, é importante que se tenha foco e objetivo muito claros. Dessa forma, mesmo que as adversidades aconteçam, você colocará a sua energia nos pontos importantes para o alcance da sua meta. Com uma meta clara, a sua persistência será direcionada. E, esse direcionamento, te ajudará a voltar para o caminho nos momentos em que os obstáculos possam te tirar do eixo.

Busque informações 

Já vimos aqui, no canal Meu Bolso em Dia, que uma das características do comportamento empreendedor está vinculada à busca de informações. De acordo com Hermon Freitas, quando uma pessoa se planeja para novo projeto, por exemplo, ela precisa buscar informações para se adequar e conseguir tomar a decisão correta.

Mas, atenção: a persistência em busca de informações pode causar o efeito inverso e levar o empreendedor à inércia, ou seja, ao invés de tomar uma decisão, ele fica indeciso frente a tantas informações e não consegue “sair do lugar”. Por isso, é importante persistir, tendo sempre um objetivo em mente.

Não confunda persistência com insistência

Não confunda persistência com insistência

Neste ponto, a especialista em empreendedorismo, Cynthia Serva, faz um alerta: “existe uma linha muito tênue que separa uma pessoa persistente de uma insistente. Apesar dos dois tipos acreditarem firmemente em seus propósitos, a diferença está em como elas agem.”

Para a especialista, a pessoa insistente tende a repetir um mesmo modelo para chegar a um determinado objetivo. Já o persistente se atenta para os sinais que possam surgir e que vão guia-lo na busca por outros caminhos que, talvez, sejam melhores do que o original. “Fique atento para perceber quando a estratégia adotada na fase do planejamento não está dando certo.

Mesmo que isso signifique começar de novo, de forma diferente. Mesmo com um bom planejamento as coisas podem não acontecer exatamente como o previsto, e é aí que a autoconfiança e a persistência devem entrar. A maioria dos grandes empreendedores não acertou de primeira, mas eles acreditavam em si mesmos e também em seus sonhos”, declara Chyntia.

Quem tem talento não precisa de persistência?

A resposta para essa pergunta é: não! Uma pessoa pode ser talentosa, ter muitas ideias e ser criativa. Mas, se não for aplicada energia para realizar aquilo que foi idealizado, não adianta. O talento está diretamente associado à criatividade. E a criatividade está ligada ao novo. E, para realizar o novo, será preciso persistência para derrubar as barreiras impostas a ele. Como ressalta Hermon Freitas. Sendo assim, será necessária uma dose de persistência para que o empreendedor não desista e persista naquilo em que acredita.

Não se esqueça da habitual gestão da empresa 

É importante que o empreendedor, mesmo diante de um objetivo construído, não se esqueça do funcionamento normal da empresa. Para o facilitador do Empretec, “quando você percebe que perdeu o foco na gestão do negócio e até na sua gestão pessoal, é necessário reavaliar o sentido que a sua persistência está tomando”. Sendo assim, é importante não deixar de lado as questões rotineiras que fazem parte da gestão da empresa, ao mesmo tempo em que persiste em um novo projeto. O equilíbrio, aqui, é essencial!

Concluindo 

A persistência é algo a ser exercido de maneira contínua. Executar novos projetos, lidar com fatores externos à empresa, motivar a equipe - tudo isso exige persistência. Persistir e ser flexível é um importante caminho para atingir os seus objetivos e se permitir vislumbrar novas oportunidades, quando aquilo que está sendo feito já não está surtindo bons resultados.

DESTAQUES