Como aproveitar as férias de julho para ajudar as crianças a aprenderem mais sobre o meio ambiente

Ideias para transformar as férias escolares em momentos de descobertas sobre a importância de cuidar das relações e do espaço em que vivemos

ideias de atividades para as férias de julho ao ar livre
19 de julho de 2024 6 min. leitura

É na infância que as crianças assimilam os princípios éticos e os valores que levarão para a vida e irão orientar suas decisões quando adultas. Em um mundo tão complexo como o que vivemos, a formação ética e humanitária é fundamental para a construção de uma sociedade mais justa e consciente da importância de cuidar das relações e do espaço compartilhado por todos nós.

Por isso, promover a educação ambiental e a cultura ética desde cedo é uma forma de ensinar hoje para que, no futuro, as crianças se tornem pessoas responsáveis, que respeitam e valorizam a natureza e a diversidade nos diferentes ambientes de convivência. Esse aprendizado estimula a autonomia, o pensamento crítico e, ainda, o engajamento com a comunidade.

Os momentos de diversão e as brincadeiras  ao ar livre, durante as férias, podem ser uma ótima oportunidade para isso. Levar a criançada para fazer atividades no parque perto de casa, ou em espaços culturais da cidade, é uma maneira de estimular o desenvolvimento das crianças. Esses programas são gratuitos ou custam pouco, divertem e  ensinam.

Confira nossas sugestões de atividades baratas e aproveite as férias de julho para ensinar muito às crianças!

Entenda a importância de brincar ao ar livre e com outras crianças

O contato com a natureza é extremamente importante para o desenvolvimento integral das crianças e pode ser ainda mais aproveitado durante o período de férias escolares, em que elas têm mais tempo para brincar ao ar livre. 

brincar na natureza e aprender sobre educação ambiental

Os benefícios das atividades recreativas ao ar livre incluem o desenvolvimento de habilidades motoras e da consciência corporal, o senso de pertencimento e de apropriação do espaço público, além de concentração e socialização com outras crianças. Conheça todos os benefícios de estimular a brincadeira ao ar livre com as crianças.

Veja, no podcast Febraban News, outras dicas para aproveitar as férias com as crianças quase sem gastar:

A seguir, trazemos dicas de como transformar as férias escolares em descobertas que ajudam os pequenos a aprender a importância de conhecer e cuidar do espaço onde vive.

Atividades para promover a educação ambiental

Quer aproveitar as férias escolares para entreter as crianças e, ainda, promover a educação ambiental? Confira nossa lista de sugestões para aproveitar o tempo livre em contato com a natureza, com atividades divertidas, enriquecedoras e que não custam quase nada.

programas baratos ao ar livre para crianças com educação ambiental

Brincadeiras em pracinhas e parques

Parques, praças e praias costumam ser espaços muito apreciados pelas famílias durante as férias. Além de estimular a brincadeira em áreas livres, que tal convidar a criança a descobrir, também, as plantas e pequenos animais, como besouros, formigas, abelhas e crustáceos que vivem ali? Essa pode ser uma ótima maneira de introduzir conceitos de educação ambiental de uma forma leve e lúdica.

Ao percorrer parques, trilhas, praias ou áreas de reservas, estimule o conhecimento sobre a fauna e flora e o entendimento sobre o bioma local. A Mata Atlântica, por exemplo, que ocupa boa parte do Sul e Sudeste do Brasil e está presente em outros estados, é uma das regiões mais ricas em biodiversidade do mundo.

Mostre as árvores e bichinhos típicos dali e como eles são interdependentes. A abelha silvestre, por exemplo, é responsável pela polinização que, a partir das flores, gera sementes as sementes que vão cair na terra e brotar. Pássaros contribuem para a restauração florestal, semeando os alimentos que ingerem.

Nos passeios, ensine também sobre a reciclagem e a importância de reutilizar e reduzir os resíduos e o desperdício, especialmente depois do piquenique. Além de separar o lixo corretamente, desafie a criança a criar brinquedos com garrafas pet, papelão ou outros materiais recicláveis.

Jardins, gramados e quintais

A educação para a sustentabilidade, durante as férias escolares, pode acontecer até mesmo no quintal de casa. Veja algumas dicas de brincadeiras clássicas, que nunca perdem a graça e podem ser feitas em pequenos espaços. Ao brincar com água, por exemplo, mostre a importância de economizar esse recurso natural.

Você pode, ainda, organizar um estudo divertido sobre as plantas e árvores do quintal, criando etiquetas com nomes e informações sobre algumas das plantas, ou estimular a exploração de insetos e outras formas de vida no quintal, com o uso de uma lupa, sem interferir nos trajetos que eles fazem.

brincadeiras divertidas no quintal de casa

Bate e volta ou colônia de férias

Para sair da rotina e explorar novos destinos, um bate e volta em uma cidade ou atração próxima ou, ainda, uma temporada na colônia de férias são sinônimos de diversão garantida. Você pode organizar uma viagem curta para aproveitar o mar, a floresta, a cachoeira ou, ainda, uma vista maravilhosa das montanhas.

As colônias de férias também promovem o aprendizado e estimulam a convivência infantil, no entanto, não costumam ser programas muito baratos. Pesquise as existentes em sua cidade e, caso outras famílias tenham interesse, negociem juntos um desconto para turminha. Na hora de contratar, veja se o valor cabe no orçamento da família.

Outra dica é estimular a criança a poupar para essa finalidade. O fato de juntar moedas para realizar um objetivo maior depois ensina é uma boa maneira de educar financeiramente as crianças. Depois de um certo valor, o dinheiro pode ir para a poupança ou outro tipo de investimento, como o Tesouro Direto, que muito simples e aceita aplicações a partir de R$ 30,00. Veja as outras alternativas oferecidas por sua instituição financeira.

Independentemente do destino, esse é o momento perfeito para ensinar sobre a importância de manter a natureza limpa, recolhendo todos os resíduos. Você pode, ainda, mostrar para a criança como separar o lixo para reciclagem

Aproveite, também, para ensinar a criança a contemplar a natureza, sem o uso de eletrônicos, e aprender mais sobre o local em que estão: qual é o bioma? Quais são as plantas e animais típicos do local? Crianças são curiosas e adoram fazer descobertas, como o destino das formigas carregando pedaços das plantas ou a proporção do que carregam em relação ao corpo do animal. Ajude-as a explorar esse tipo de informação.

Horta urbana ou em casa

Outra boa atividade para começar durante as férias escolares é a criação de uma horta caseira. Basta separar um cantinho com terra, sementes e mudas para começar o plantio e cultivar uma horta do zero. Assim, você ensina para as crianças sobre o ciclo de vida das plantas e, também, sobre a importância de ter paciência para ver a planta se desenvolver.

cultive uma horta em casa, no condomínio ou bairro

Para envolver mais crianças, você pode mobilizar as famílias ao entorno e entender com a prefeitura local quais as regras para criar uma horta na praça do bairro. Além de participar do plantio, os pequenos aprendem na prática sobre cuidados com a alimentação, um aprendizado que pode ser levado para a vida.

Descoberta de brinquedos

Todo esse estímulo para a criação de uma consciência ecológica estimula comportamentos sustentáveis, que podem ser levados para outras esferas da vida. Como, por exemplo, ao olhar para os brinquedos que já não usa mais.

É natural que as crianças, ao crescerem, vão perdendo interesse por certos tipos de brinquedos ou pertences. Você pode ensiná-las a limpá-los, separar os que já não interessam mais e organizar para doar à organizações sociais e comunidades necessitadas. 

Assim, você ensina desde cedo sobre a importância de doar. Além disso, na limpeza dos brinquedos, podem ser encontrados pequenos tesouros que estavam escondidos nos armários, que podem ser reciclados ou colocados em uso, trazendo ainda mais diversão para as brincadeiras durante as férias.

Cozinhar juntos

A cozinha de casa também pode ser um ambiente de aprendizados, inclusive, sobre educação financeira para as crianças. Entender todos os ingredientes necessários para fazer um bolo pode ser propício para introduzir a importância de ter projetos de vida e se organizar para realizá-los. Colocar o bolo no forno e vê-lo crescer pode ensejar uma aula completa sobre a importância de poupar moedinhas e colocar o dinheiro em uma aplicação para fazê-lo crescer. Essas atividades devem ser feitas sempre sob a supervisão de um adulto.

ESSE ARTIGO FOI ÚTIL?

CONTEÚDO RELACIONADO

Organizar as finanças
9 min. leitura
Poupar e Investir
7 min. leitura
Organizar as finanças
5 min. leitura
Organizar as finanças
5 min. leitura