Se enrolar com o cartão de crédito, nunca mais!

Dicas que podem te salvar na hora de controlar gastos no cartão de crédito: planejamento, limite de crédito, vencimento, programas de pontuação

27 de julho de 2021

os principais cuidados para usar o cartão de crédito - não pague o mínimo do cartão de crédito

O cartão de crédito permite adquirir coisas na hora em que precisamos, pagando até 40 dias depois ou parcelando, sem juros, em várias vezes. A comodidade e facilidade tornam o uso do produto bem frequente no dia a dia. O cartão pode ser, também, um jeito de fazer controle financeiro, concentrando todos os pagamentos em uma determinada data. Mas muita gente costuma se enrolar - e bastante! com o cartão. Por isso, separamos algumas dicas que podem ajudar você a usufruir desse serviço financeiro da melhor forma.

1. Compare preços

Antes de contratar um cartão, é importante pesquisar preços, taxas e benefícios que melhor se encaixem com o seu estilo de vida. Agora com o Open Banking, essa comparação vai ficar ainda mais fácil. Os próprios bancos já estão prestando serviço de aconselhamento para que seus clientes encontrem os melhores produtos. 

Pesquisar e comparar preços, aliás, vale para tudo o que você for comprar. Ao fazer isso, você economiza ou, ainda, pode ter acesso a mais serviços pelo mesmo preço. 

2. Prevenir é melhor que remediar

Estabelecer uma rotina para abastecer a casa pode ser bom para o bolso e gerar menos preocupações depois. Planejando, você pode ir ao supermercado no dia do sacolão, em que os preços estão mais baixos, por exemplo. Ao contrário, se você usa livremente o cartão sem se preocupar com a chegada da fatura, a tendência é perder o controle das finanças mais facilmente.

Na prática, essa organização tem dois ingredientes principais: fazer uma lista de compras bem completa - e se ater a ela - e definir um limite máximo para gastar cada vez que for às compras. Ter um teto para cada tipo de despesa, das menores às maiores, é uma boa prática para quem costuma se empolgar diante das prateleiras ou lojas online. Se você definiu que vai gastar até R$ 200,00 em roupas ou acessórios no mês, grude nesse valor!

Isso evita que você se deixe levar pelo limite do cartão. O limite é o quanto você poderá pagar no final do mês sem precisar recorrer ao parcelamento.

Matéria MBD - Dicas para cartão de crédito - Mão de mulher usando caneta para escrever no calendário  - palavras-chave: Calendário, Agenda pessoal, Organização, Controle

3. Vai parcelar? Não se esqueça de incluir no orçamento dos meses seguintes

O limite do cartão é reduzido até o pagamento e, por isso, planejar os meses seguintes antes de efetuar uma compra é a melhor maneira de evitar complicações futuras. Você também pode antecipar o pagamento de compras parceladas com juros. Além de trazer seu limite de volta, o valor da dívida cai por conta do desconto dos juros sobre as parcelas antecipadas. Outra dica é incluir no orçamento as parcelas de todas as compras realizadas, enquanto durar o parcelamento.

4. Não use o limite do cartão como se fosse renda

Muitas pessoas usam o limite do cartão de crédito como se ele fizesse parte da renda mensal e acabam, com bastante frequência, parcelando a fatura do cartão. Mas é preciso lembrar que créditos sem garantias, como o rotativo, costumam ter taxas de juros mais elevadas do que outros tipos de empréstimos. Eles estão lá, à disposição, para serem usados naqueles momentos em que mais precisamos - e por pouco tempo.

Para evitar esse enrosco, é preciso pôr as contas no papel e entender se você está no positivo ou no negativo.  Contando tudo o que entra e tudo o que sai no mês, o valor dos gastos deve ser inferior ao dos ganhos. Ou, no mínimo, empatar. O desequilíbrio, ou seja, gastar mais do que ganha contando com o limite do cartão, pode levar rapidamente ao descontrole e ao endividamento.

5. Pague o cartão no dia certo!

Pagar a conta do cartão na data correta é uma forma de evitar gastos desnecessários. Para não perder o prazo e pagar juros, coloque o pagamento da fatura no débito automático, inclua um lembrete na sua agenda, programe um aviso no celular ou no aplicativo do seu banco. Vale tudo para não esquecer!

Programar o vencimento da fatura para a mesma data em que você recebe o salário é outra boa medida. Assim, você não corre o risco de gastar o dinheiro antes de pagar a fatura. Se a data de vencimento do cartão não permite esse planejamento, você pode solicitar a alteração para que ela seja mais confortável para você.

6. E se o limite acabar?

Se você usou o limite todo, é possível que fique impossibilitado de fazer compras com o seu cartão até que pague a fatura e as parcelas pendentes. Em vez de pedir um aumento do limite, a dica é quitar a fatura antes de usar novamente o cartão. Lembre-se que, ao pagar as contas em dia, você garante um bom score de crédito, o que ajuda a aumentar seu limite. Outra forma de obter um limite mais robusto é usar o cartão com mais consciência, ganhando a confiança dos credores.

7. Como cuidar de mais de um cartão

Usar mais de um cartão de crédito no dia a dia requer cuidados redobrados. Para evitar que as coisas saiam do controle caso a soma dos cartões seja um valor maior do que você pode pagar, você pode incluir todos os seus cartões na sua lista de gastos e limites estipulados, como demonstrado acima. 

8. Em caso de negociação, sabia como lidar

Se precisar negociar dívidas no cartão, faça um planejamento colocando todas as contas no papel e estudando um valor de parcela que caiba no seu bolso. Assim você vai saber direitinho quanto pode comprometer do seu orçamento sem se enrolar novamente. Para ajudar nisso, veja nossa matéria sobre Negociação de dívidas. A negociação deve ser feita assim que possível.

9. Anuidade e benefícios

Algumas empresas oferecem benefícios como troca de pontos acumulados nas compras por bônus em mercadorias, descontos em serviços e até passagens aéreas. Geralmente, a quantidade e a variedade de benefícios são definidos na contratação e estão relacionados à anuidade ou mensalidade que você para ter o cartão. Veja se você realmente precisa e usa os serviços que tem à disposição. Lembre-se que pequenos valores, somados, acabam pesando no orçamento.

10. Pesquise créditos mais baratos

Com a expansão do Open Banking, ampliam-se as oportunidades para trocar uma linha de crédito por outra mais em conta. Você poderá comparar, mais facilmente, as taxas cobradas pelas instituições e, se receber uma proposta melhor, pode solicitar a portabilidade da dívida para outro banco. Se está com problemas com a anuidade de cartão, ou os serviços disponíveis não contemplam suas necessidades, pesquise outras possibilidades. Antes, converse com sua instituição para negociar.

Esperamos que esta leitura tenha ajudado você a entender melhor como tirar o melhor proveito do seu cartão de crédito! Se você gostou das dicas,  compartilhe com amigos e familiares que também podem se beneficiar dessas informações.

==

Este artigo foi publicado originalmente em 27/03/2015 e atualizado em 27/07/2021


Conteúdos Relacionados