Desafios e cenários das micro e pequenas empresas no pós-pandemia

As perspectivas para os pequenos negócios na retomada da economia

Desafios e cenários das micro e pequenas empresas no pós-pandemia
12 de novembro de 2021 4 min. leitura

Conteúdo produzido pelo Sebrae-MG para o Meu Bolso em Dia

A pandemia do Covid 19 trouxe grandes desafios para as empresas em todo o planeta. No Brasil, com a economia apresentando oscilações históricas, os desafios são ainda maiores, sobretudo, para os pequenos negócios.

Embora o segmento de micro e pequenas empresas tenha sido o mais impactado pelos efeitos econômicos da pandemia, percebe-se que isso ocorreu em diferentes níveis. Enquanto muitas empresas perderam grande parte do seu faturamento em virtude das medidas de isolamento adotadas para conter a pandemia, outras tiveram um aumento considerável em vendas de seus produtos e serviços.

Mas, uma coisa foi comum: a necessidade de se reinventar para tentar recuperar o faturamento ou para aproveitar a expansão dos negócios.

Felizmente, a pandemia tem dado sinais de alívio. Com o avanço da vacinação por todo o país, há uma retomada dos negócios e da dinâmica econômica nos milhares de municípios brasileiros. Mas o que nos espera? Como será essa retomada? Ter informações sobre os desafios que estão à nossa frente é fundamental para que as empresas possam se preparar. E onde se pode buscar essas informações? Uma boa fonte são os especialistas que estudam e acompanham a economia, e traçam os cenários econômicos e para as grandes empresas. Sabe como ter acesso a eles? O boletim Focus pode ser uma solução.

Boletim Focus

O Boletim Focus, também conhecido como relatório de mercado Focus, é um relatório que o Banco Central do Brasil divulga toda segunda-feira, gratuitamente, em seu site oficial. Nele estão contidas informações atuais sobre a economia do país, bem como suas projeções.

Para obter essas informações, o Banco Central ouve, toda sexta-feira, os especialistas das principais instituições financeiras do país e busca, junto a eles, as expectativas em relação às principais variáveis econômicas.

Inflação, crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), taxa de câmbio e taxa Selic são algumas das variáveis analisadas sendo, o horizonte de análise, o ano em curso e os três anos seguintes.

O que mostram os últimos relatórios?

Os últimos Boletins Focus demonstram o aumento da expectativa em relação à inflação para o ano de 2021 e também para a taxa Selic. O IPCA projetado para 2021 está acima de 8% ao ano e a taxa Selic deve terminar a ano de 2021 em torno de 8,25% ao ano. Um item está diretamente conectado ao outro.

Com o aumento da inflação, o Banco Central tem aumentado a taxa de juros para frear o aumento dos preços. A inflação alta não é uma boa notícia para os negócios, visto que diminui o poder de compra dos consumidores, isto é, o dinheiro passa a valer menos.

Últimos relatórios sobre a inflação

De acordo com o Banco Central do Brasil, “inflação é o aumento dos preços de bens e serviços. Ela implica diminuição do poder de compra da moeda. A inflação é medida pelos índices de preço.” Ainda segundo o Banco Central, o Brasil tem vários índices de preços. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o índice utilizado no sistema de metas para a inflação.

Como gerenciar o impacto do aumento da inflação no negócio

Quando possível, é importante que o empreendedor estude maneiras de evitar repassar todos os custos gerados pelo aumento da inflação e da taxa de juros diretamente para o cliente, já que eles também sofrem com a alta dos preços.

Segundo o analista do Sebrae, Giovanni Beliváqua, citado em matéria da Agência Sebrae de Notícias, “este é um problema que afeta a todos, não somente os empreendedores. Além de ficar muito atento aos indicadores econômicos como a taxa de inflação, é recomendável ter um controle cuidadoso e detalhado sobre os gastos para saber onde se pode diminuir custos, além de sempre procurar negociar”.

O analista ressalta, ainda, a importância da atenção para a realização da gestão financeira e do fluxo de caixa do negócio. “Isso ajudará o empreendedor a conhecer a sua real situação e a elaborar estratégias para evitar, quando possível, os repasses ao consumidor”.

Impacto do aumento da inflação no negócio

Após avaliar a situação da empresa, Beliváqua recomenda a negociação, por parte dos donos de pequenos negócios, de preços com fornecedores, aluguéis, taxas e financiamentos com instituições financeiras.

“As negociações são sempre boas práticas a serem realizadas, mas é importante deixar claro para as partes a real situação e para isso a qualidade das informações é muito importante. Todos estão sendo impactados com a alta de preços e isso ajuda no processo de negociação”, diz o analista.

Além disso, é importante ter atenção àquilo que acontece no cenário econômico. Como dissemos anteriormente, com o aumento da Selic e as tendências de mercado, para que seja possível estimar custos e receitas no futuro de maneira mais adequada e evitar, o quanto possível, repassar os custos ao consumidor.

Desempenho da economia

Em relação ao desempenho da economia, a previsão para o PIB é de um crescimento em torno de 5% no ano de 2021. Considerando a queda de 4,1% no ano passado, esse crescimento pode indicar o início de uma retomada da economia brasileira. Contudo, para o próximo ano, a expectativa dos analistas não é tão otimista. Há uma previsão do crescimento do PIB em torno de 1,5%. Em outras palavras, projetam uma retomada mais lenta para 2022 em comparação a 2021.

Ao mesmo tempo que atento às análises e projeções dos especialistas para a economia, cada empreendedor precisa também focar seu olhar, direcionando-o ao seu negócio. Isto, porque as análises sobre o crescimento ou não do PIB, por exemplo, referem-se à expectativa para o país como um todo e, em um país continental como o Brasil, as realidades são distintas, podendo haver regiões em que os números são melhores e, em outras, nem tanto. É importante mapear, então, a realidade mais próxima ao nosso negócio. Ela vai lhe mostrar de forma mais clara os desafios que estão à frente!

DESTAQUES
ESSE ARTIGO FOI ÚTIL?
CONTEÚDO RELACIONADO
Organizar as finanças
3 min. leitura
Sair das dívidas
5 min. leitura
Organizar as finanças
15 min. leitura