14 maneiras de fazer renda extra

Dicas para aproveitar as novas marés de consumo e fisgar seu peixe, prestando serviços ou vendendo produtos para engordar o bolso

3 de novembro de 2020

Saiba aproveitar as novas marés de consumo para fisgar seu peixe vendendo facilidades para o dia a dia


A crise não poupou ninguém e, para manter as contas em dia ou realizar seus projetos, muitos brasileiros estão buscando fontes extras de renda. Se você está nessa situação, saiba que vender facilidades, ou seja, produtos e serviços que ajudam as pessoas no dia a dia, é uma boa maneira de ganhar dinheiro.

Tanto quem continua em home office quanto quem está de volta ao local de trabalho precisa de apoio para se liberar de atividades como cozinhar, passar roupa, fazer consertos e reparos em casa, por exemplo. Quem souber aproveitar essa onda, pode engordar a carteira colocando a mão na massa algumas horas por dia ou nos finais de semana.

Muitas pessoas começam assim, fazendo bicos, e acabam até mesmo montando negócios próprios. Quem fez isso foi a Débora Prezotto Dal Bom, de Votorantim, interior de São Paulo. Débora sempre teve bom gosto para decoração e um dom nato para trabalhos manuais. Desde a época da escola, ajudava a tia em um bazar, fazendo peças de artesanato. O tempo passou, ela cursou faculdade de arquitetura e trabalhou algum tempo na área. Mas o coração batia mais forte quando ela fazia, por hobby, decoração para festas.

Sua família tem uma casa com um quintal grande, cheio de árvores e flores de diferentes espécies. Foi ali, que o Quintal Flores do Dia começou a tomar forma, com atividades esporádicas aos finais de semana. Hoje, Débora empreende no ramo de decoração de festas com flores, atuando de ponta a ponta, do planejamento do layout à execução, principalmente de casamentos.

“O que era um hobby, transformou-se em uma fonte de renda extra e, então, no meu próprio negócio. Com o Quintal, pude aproveitar muito do que aprendi na minha área de formação, a arquitetura, e expandir esses conhecimentos para alimentar minha paixão: os trabalhos manuais. Consigo conciliar minha vida profissional com a familiar e trabalhar com flexibilidade e prazer, fazendo o que gosto. Hoje, posso dizer que me sinto realizada profissionalmente”, conta.

A história de Débora mostra que é possível transformar nossas habilidades em novas formas de ganhar dinheiro. Quer seguir por esse caminho também? Confira 14 dicas de atividades que podem te ajudar a levantar uma renda extra.




Você é daquelas pessoas que cozinham para a família ou para a galera e fazem sucesso? Por que não transformar esse hobby em negócio? Hoje em dia, com as rotinas cada vez mais corridas, muitas pessoas estão buscando comidas prontas para facilitar o cotidiano. E o que elas querem, mesmo, é aquela comida caseira, com gosto da casa da mãe. Você pode aproveitar essa deixa para conquistar sua renda extra pelo estômago. Aproveitando a onda fitness, você também pode trabalhar com linhas low carb (de baixo carboidrato). Você certamente encontrará um grande público interessado em comprar marmitas congeladas saudáveis nas empresas e residências da região.




O chamado marketing de conteúdo está com tudo e cada vez mais empresas buscam redatores para escrever seus posts de blog ou redes sociais. Não precisa ser jornalista para aproveitar essas oportunidades. Basta saber escrever e conhecer bem a língua portuguesa (há também demanda para textos em outras línguas). Diversas plataformas freelancer procuram pessoas que têm um bom texto e conhecimento em áreas específicas, como finanças, nutrição, lazer, tecnologia e afins. Algumas delas: 99 Freelas, Freelancer, Workana.




Essas atividades ou, ainda, criar qualquer tipo de artesanato são boas pedidas para quem tem afinidade com as artes. Os trabalhos manuais têm ganhado força e podem ser uma opção para você transformar um lazer prazeroso em uma renda extra. Como canal de divulgação, que tal criar uma página no Instagram para divulgar os seus trabalhos?




O Censo Pet, feito pelo Instituto Pet Brasil com base em dados do IBGE mostra que há 139,3 milhões de animais de estimação nos lares brasileiros. É um mercado e tanto de animais que precisam de cuidados e de donos que necessitam de apoio para que seus bichos recebam a atenção que merecem. Alimentação saudável, passeios e brinquedos são algumas das demandas nessa área. Comece divulgando seus serviços pela rede de amigos e conhecidos, afinal, nessa área, indicação é tudo. Quando você começar a atender, uma pessoa recomendará seus serviços para outra e pronto! Sua clientela está feita.




O isolamento social durante a pandemia retraiu o mercado de aplicativos de compartilhamento de carros, mas usar esses veículos ainda é uma opção mais segura que o transporte coletivo. As pessoas já descobriram isso. Portanto, se você tem um carro, veja as condições oferecidas aos motoristas pelos aplicativos. Essa pode ser uma opção, inclusive, para pagar as despesas com manutenção do carro sem precisar se desfazer do mesmo em um momento de maior aperto financeiro. O compartilhamento de automóveis é uma tendência de consumo que veio para ficar.




Diferente do que aconteceu com os apps de transporte, os aplicativos de entrega de alimentos, refeições e outros produtos em casa ganharam espaço durante a pandemia, prestando um serviço essencial à população em isolamento social. Verdadeiros heróis dos cidadãos que não podiam ir às compras, os entregadores deram um show de parceria e, de quebra, aumentaram seu faturamento. Se você tem um carro, moto ou bicicleta, essa continua sendo uma boa opção de renda.




Em alta no período anterior à pandemia, o aluguel de quartos e compartilhamento de espaços da casa com viajantes foi praticamente zerado porque as pessoas, simplesmente, deixaram de viajar. Com a retomada no setor, esse serviço ganhará um novo impulso. Se você pretende aderir a ele quando o confinamento acabar, aproveite este momento para deixar a casa um brinco para receber hóspedes. Veja se é o caso de fazer uma nova pintura, reforme estofados e renove os móveis com técnicas de pátina, decoupage ou outras que você achar interessantes. Ou, ainda, faça você mesmo móveis novos usando pallets e madeira descartada. Há muitos tutoriais que ensinam como fazer, passo a passo, no YouTube.




Se você fala bem uma segunda língua, esta é uma ótima oportunidade para ensinar esse idioma para alguém e levantar uma graninha. Encontre um aplicativo que conecte professores e alunos para aulas particulares de inglês, espanhol, francês e outras línguas. Há muitos deles na internet, faça uma busca para conhecer e descobrir qual tem mais o seu jeito. Você também pode ensinar português para estrangeiros. As aulas online são ótimas para essa atividade.




Se sua praia é musical, que tal compartilhar seus conhecimentos nessa área? Além de conquistar alunos em qualquer parte do mundo – há muitos estrangeiros interessados em conhecer as batidas da música popular brasileira, por exemplo –, sempre tem alguém perto da gente querendo aprender a tocar violão ou outros instrumentos. Para encontrar alunos, divulgue seu serviço nas redes sociais e busque um aplicativo que ajude você a se conectar com pessoas interessadas em estudar música.




Todo mundo precisa de ajuda para fazer reparos em casa e, também nessa área, há muitos aplicativos que conectam quem sabe consertar coisas (elétrica, mecânica e hidráulica, por exemplo) a quem está em busca de alguém para executar estes serviços. Faça uma busca por “aplicativo consertos em casa” para descobrir os mais interessantes em sua região. Se você leva jeito para essas e outras atividades, esta é uma ótima opção para conseguir uma atividade remunerada.




Sua praia pode ser qualquer outra. Estamos na era do conhecimento, então quase tudo o que você sabe pode ser transformado em aprendizado para outra pessoa. E o melhor: com o fortalecimento da cultura de estudo à distância, você pode ter alunos em qualquer lugar. Muitos sites, como Udemy e Coursera reúnem pessoas que criaram seus próprios cursos online sobre diversos temas diferentes. Aproveite essa tendência para criar o seu também e ganhar algum dinheiro com isso.




Sabe aquelas coisas que você tem em casa e não usa mais? Que tal passá-las para frente e conseguir um dinheiro com a venda? Vale desde roupas e acessórios, até móveis e outros objetos pessoais que ainda estejam em bom estado de uso. De quebra, ainda é um ótimo exercício de desapego e liberação de espaço para novos itens e novas memórias. Para que esses materiais ganhem valor na venda, você pode transformar móveis usados em peças rústicas, com técnicas de pintura, e modificar roupas para torná-las mais modernas e atraentes, por exemplo. Com o tempo, você pode ampliar o negócio, coletando, reformando e vendendo objetos encostados nas casas amigos e familiares.




Se você manda bem na hora de fazer unhas, penteados ou cortar cabelo, que tal começar a oferecer esses serviços para a sua rede de contatos? Sem esquecer de usar máscaras e luvas novas a cada atendimento e exigir que seus clientes também usem máscara. Com a pandemia, muitas pessoas que fazem parte do grupo de risco, como idosos e portadores de doenças, não retomaram a ida a salões de beleza. Você pode ajudá-las a se cuidar e, ao mesmo tempo, ganhar uma renda extra atendendo seus clientes diretamente em casa.  




Na correria, as pessoas têm pouco tempo para cuidar de suas próprias roupas e, com o tempo, os armários acabam ficando bagunçados. Se você é bom de organização, há espaço para oferecer serviços de passar, dobrar e deixar o armário um brinco. O trabalho pode ser feito em poucas horas, no final do dia ou fim de de semana, sempre com o uso de máscaras e luvas  de proteção.