É preciso conquistar o cliente a qualquer preço?

Dicas que podem auxiliar você na elaboração de estratégias para fidelização de clientes, contribuindo para os resultados da sua empresa

10 de setembro de 2021

estratégias para fidelização de clientes, fidelização de clientes

Conteúdo produzido pelo Sebrae-MG para o Meu Bolso em Dia

O Dia do Cliente é comemorado no Brasil no dia 15 de setembro. Foi criado em 2003, no Rio Grande do Sul, e oficializado em 14 estados e em mais de 150 municípios brasileiros. Apesar da existência dessa data oficial, é na prática e no dia a dia que os empreendedores percebem que o dia do cliente se estende para o restante do ano. Afinal, é por meio deles que qualquer negócio garante a sua existência.

Com isso, conquistar clientes e garantir a sua fidelidade torna-se uma etapa importante na consolidação de um negócio. Muitos acreditam que esse objetivo deve ser alcançado a qualquer preço, mas não é bem assim. A grande questão é como fazer isso de forma saudável sem comprometer o resultado da empresa.

O primeiro passo: fazer bem-feito e ficar de olho na qualidade

Oferecer um produto de qualidade e um atendimento diferenciado aumenta as chances de reter o cliente e também conquistar novos, pois um cliente satisfeito pode atrair vários outros. A propaganda boca a boca tem um impacto grande e pode gerar retornos muito positivos. Além disso, buscar a qualidade dos produtos diminui os gastos com trocas e retrabalho.

Lembre-se de escutar o seu cliente

É importante estar atento às percepções do cliente. Não basta achar que o seu produto tem qualidade. O cliente também precisa ter a mesma opinião. O caminho é estar sempre de ouvidos abertos para o que ele pensa, seja em uma conversa informal ou usando estratégias mais estruturadas, como pesquisas de opinião, por exemplo.

Cuidado com o atendimento

O atendimento também merece uma atenção especial e um cuidado grande. Ter uma rotina de treinamentos é um fator fundamental na manutenção da motivação da equipe e garantia da qualidade de atendimento. É importante que os clientes percebam a “cultura do bom atendimento” da sua empresa, por todos que o atenderem. Para isso, mantenha o seu time capacitado e engajado.

E como fica o atendimento nos canais digitais?

atendimento ao cliente nos canais digitais

Independentemente da estratégia que você decida utilizar para atrair o cliente, é muito importante que haja rapidez na resposta. Enquanto o seu cliente espera o seu retorno de preço no “inbox”, por exemplo, um concorrente pode já tê-lo respondido ou o cliente ter visto a informação em outro lugar ou, até mesmo, desistido da compra. Então, atenção para não perder vendas por causa de demora nas respostas.

Para saber mais sobre como melhorar o atendimento nos canais digitais, acesse o vídeo do Sebrae clicando aqui!

Seja através de canais digitais ou de um e-commerce, mantenha o seu cliente bem informado sobre o seu produto ou serviço, com informações sobre preço, formas de contato e logística de entrega. Cumprir com os prazos de entrega é outro fator que faz toda a diferença para a qualidade da experiência do seu cliente. Busque agilidade também para este ponto!

Manter um cliente custa bem menos que atrair um novo

Vimos que tudo começa pela oferta de um bom produto e um bom atendimento. Mas, é preciso ir além e buscar formas de fidelização. Para isso, existem diversas possibilidades como, por exemplo, criar um programa de fidelização. Nele, a repetição do consumo garantirá preços melhores, condições especiais de pagamento ou até mesmo, brindes. Todos os custos de um programa de fidelização devem ser medidos. E, atualmente, também existe a possibilidade de se juntar aos programas oferecidos por empresas especializadas em estratégias de fidelização.

Preço baixo é a melhor estratégia?

Você pode estar pensando que tudo isso é interessante, mas que na realidade o que atrai e mantém um cliente é o preço. Será mesmo? Se essa for a única estratégia de atração e fidelização, basta aparecer um concorrente com um preço mais baixo para tudo ir por água abaixo. É preciso ter uma estratégia de precificação levando em consideração as diversas variáveis envolvidas, como custos da empresa, concorrência e rentabilidade pretendida. A política de descontos também deve ser bem pensada. Não se pode buscar uma venda a qualquer preço. Afinal, as vendas saudáveis são um dos principais fatores para gerar faturamento e manter a saúde da empresa!

Leia mais sobre:

Conteúdos Relacionados