Como se planejar financeiramente para uma guinada na carreira

6 passos para calcular quanto você precisará guardar e como se preparar para a mudança profissional

26 de maio de 2021

dicas como mudar de carreira

Uma pesquisa realizada pela plataforma de recolocação Catho revelou que 90% dos trabalhadores desejam trocar de emprego. Cerca de um terço desses profissionais estão insatisfeitos com o trabalho que realizam e outros dois terços gostariam de fazer algo diferente do que fazem hoje para serem mais felizes. De acordo com a pesquisa, na origem desse descontentamento estão, principalmente, o fato de ter definido a profissão muito cedo ou ter escolhido uma carreira por imposição dos pais.

A questão financeira é uma das maiores barreiras que as pessoas enfrentam quando pensam em mudar de carreira. Recomeçar do zero impõe riscos que poucos estão dispostos a enfrentar, como entrar em dívidas ou reduzir o padrão de vida. Com medo da instabilidade financeira, a maioria prefere ficar onde está.

Mas a transição é possível, desde que bem planejada. Antes de tudo, vale refletir sobre a vocação, habilidades e como se preparar tecnicamente para começar a mudança de carreira. O passo seguinte é preparar o seu bolso! Confira, a seguir, 6 passos para fazer isso.

1. Defina com clareza seu objetivo profissional

“Meu sonho é ser padeiro” ou “gostaria de trabalhar no ramo de cosméticos” são frases que, embora apontem para uma direção, não fornecem informação suficiente para traçar um plano de ação. Além de descobrir a sua vocação, é importante definir uma meta clara e tentar quantificá-la, tanto quanto possível. Imagine, por exemplo, o caso de alguém que deseje largar o emprego para iniciar seu próprio negócio de banho e tosa de pets.

planejamento para mudar de carreira 

Se quer ser empreendedor, suas contas merecem o dobro de atenção e será preciso responder várias perguntas para delimitar o tamanho desse sonho e descobrir quanto ele vai custar. Terá que fazer cursos para aprender a profissão? Precisará alugar um espaço ou já possui um? Que equipamentos precisará comprar? Será necessário contratar pessoas? Quanto precisará investir em divulgação? E as licenças, formalizações, quanto custam? Quanto tempo vai levar para começar a faturar?

Se o sonho é de mudar de profissão, também será necessário descobrir o custo dessa transição. Se você está buscando emprego ou trabalho, vai ajudar se responder a perguntas como “Quanto ganha um profissional nessa área?”, “Que tipos de benefícios têm direito os trabalhadores desta categoria?”, “Quanto tempo leva, em média, para uma pessoa ser contratada? e “Que tipo de cursos preciso fazer?”. Saber se o mercado de trabalho nesse ramo está em ascensão ou retração podem ajudar a tomar a decisão de seguir adiante ou adiar um pouco mais seus planos.

2. Calcule quanto precisará guardar para fazer sua virada profissional

Depois de responder a essas questões, você terá mais clareza sobre quanto dinheiro precisará juntar para ter uma reserva suficiente para se sustentar ao longo do período inicial, em que seu novo trabalho ou negócio ainda não estiver gerando renda o bastante para bancar seus custos.

Dependendo da profissão escolhida, você saberá se precisa juntar o valor equivalente a seis meses, um ano ou dois anos de contas pagas para sair do emprego atual e iniciar a nova jornada. É muito importante formar essa reserva inicial, pois ela lhe trará fôlego para correr atrás do seu sonho sem a ansiedade de pagar as contas já no primeiro mês de carreira nova.

3. Simplifique o padrão de vida atual

Uma vez definido quanto você precisará guardar, uma dica para acelerar esse processo é reduzir ao máximo possível o padrão de vida atual. Reveja gastos fixos como contrato de aluguel, escola das crianças, financiamento de automóveis entre outros, que pesam bastante no bolso e podem prender você no emprego atual. Quanto mais leve for sua carga, mais rápido conseguirá correr em direção ao seu sonho. Defina prioridades e liberte-se daqueles gastos que acorrentam sua mobilidade de carreira.

iniciando uma nova carreira com planejamento financeiro

4. Programe uma aplicação automática

Mesmo com toda a convicção do mundo que você deseja sair do emprego atual, criar o hábito de poupar todo mês é desafiador. Uma maneira prática de evitar usar o dinheiro reservado para seu novo sonho com gastos do dia a dia é programar uma aplicação automática.

Para fazer isso, basta pesquisar no site ou app do seu banco e definir o valor, a data, o período em que deseja poupar automaticamente e a aplicação de destino. Todos os meses, o banco irá transferir o dinheiro para este investimento e você poderá dormir tranquilo sabendo que mais um passo foi dado em direção a seu objetivo. Pode até demorar alguns anos para conseguir guardar o valor necessário para a virada, mas o importante é ter a consciência tranquila de que você está caminhando.

5. Turbine suas economias com investimentos mais rentáveis

Para acelerar o processo de montar seu capital inicial para o novo negócio ou carreira, você pode diversificar seus investimentos em aplicações mais rentáveis que a poupança, com outros produtos de renda fixa como Tesouro Direto e CDBs de bancos menores, que têm garantia do FGC, ou com produtos de renda variável, como ações e fundos imobiliários.

Para decidir em quais aplicações você deve investir, é muito importante ter clareza do prazo em que deseja fazer a virada e escolher produtos que tenham vencimento próximo a este prazo, no caso da renda fixa. A renda variável, apesar de prometer mais retorno, traz mais riscos, portanto não é aconselhável aplicar todo o dinheiro nesse tipo de investimento. Dependendo da sua tolerância a perdas, você pode direcionar 10%, 20% ou 30% do total investido para a renda variável, mas jamais exponha todo seu capital ao risco, como explicamos a matéria Investir em bolsa de valores é para todo mundo?. Lembre-se de que é o seu futuro profissional que está em jogo.

6. Invista já em conhecimento e contatos

Enquanto forma sua reserva para chutar o emprego atual, você não precisa ficar parado com a sensação de que não deu nenhum passo em direção à sua nova carreira. Busque cursos de formação na área que deseja, de preferência gratuitos, siga profissionais que se destacam no ramo, descubra mais sobre o negócio em que pretende investir e faça contatos na área, participe de comunidades de interesse no assunto, visite estabelecimentos e conecte-se com pessoas que já estão atuando na profissão desejada.

Assim, você amplia as informações que possui sobre o assunto e se aproxima a cada dia do seu sonho. Outra dica é começar a aplicar seu talento nas horas vagas. Se você deseja ser professor, por exemplo, pode oferecer aulas a pessoas da vizinhança gratuitamente, apenas para treinar a função. Se quer ser confeiteira, comece a fazer alguns doces de cortesia para as amigas, teste suas habilidades e avalie se deseja mesmo transformar esse talento em profissão. Essas experiências prévias irão ajudar você a fazer a virada gradual de sua carreira e no futuro, transformar o que hoje é um plano B em plano A, gerando muito mais satisfação e plenitude a você.

Leia mais sobre:

Conteúdos Relacionados