10 passos para usar o PIX com segurança

Entenda como aproveitar o sistema de pagamentos instantâneos e o que você pode fazer para se proteger contra fraudes

5 de maio de 2021

mulher jovem asiática sorrindo, escaneia um código QR com o celular na mão direita, enquanto segura café na outra

O PIX traz uma mudança extraordinária na maneira de fazer operações financeiras e, por isso, é o tema do momento. Mesmo assim, ainda há muitas dúvidas sobre ele. Mas calma! Estamos aqui para te ajudar a entender como usar esse serviço gratuito com toda a segurança. Aqui você vai entender para que serve o PIX, seus principais benefícios, as camadas de segurança que ele carrega e como funciona a chave de segurança. Vamos lá?

1. Para que serve o PIX e quais são os seus benefícios?

O PIX é um sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. Ele serve para você fazer transferências, pagar suas compras ou realizar pagamentos, 24 horas por dia, todos os dias, inclusive finais de semana e feriados. Se você tem dinheiro para receber, o PIX é uma mão na roda também, porque o dinheiro entra na hora na sua conta.

O PIX reduz a necessidade de usar dinheiro para fazer compras ou pagamentos, mesmo que eles sejam de baixo valor, trazendo conveniência para consumidores e lojistas, além de facilitar transferências entre contas. Outro importante benefício do PIX: você não paga nada para usar. Isso possibilita que mais pessoas tenham acesso ao sistema financeiro.

Se você for um microempreendedor individual, também não irá pagar tarifas para usar o PIX. As instituições só podem cobrar transferências feitas pelo PIX de empresas de maior porte. Resumindo: o PIX barateia o custo dos pagamentos e transferências, eliminando, em alguns casos, a necessidade de emissão de boletos e de pagamentos de tarifas de DOC e TED.

2. O PIX tem um aplicativo? Onde acho o aplicativo do PIX?

O PIX não possui aplicativo próprio, pois ele é um serviço como o DOC e o TED. Portanto, ele só funciona dentro dos sites e aplicativos que as instituições financeiras (bancos, fintechs, contas de pagamento, etc.) já usam para realizar operações com seus clientes.

Portanto, aqui vai a primeira dica de segurança no uso do PIX: você não precisa baixar nada no seu celular ou no computador para usar o PIX. Para evitar tentativas de fraudes, descarte qualquer mensagem que receba pedindo para baixar ou instalar o PIX e não clique em links que peçam para fazer isso.

como usar o pix com segurança

3. O Pix é seguro? Como funciona a segurança no PIX?

Sim, o PIX porque utiliza tecnologia avançada, com mensagens assinadas digitalmente, que trafegam em um sistema protegido, apartado da internet, e de forma criptografada: as informações só são identificadas na ponta, por quem deve recebê-las.

O PIX possui três camadas de proteção. Saiba mais sobre elas e como elas funcionam:

A primeira camada de segurança é dada pelas próprias instituições financeiras homologadas pelo Banco Central para participar do PIX. Somente elas podem cadastrar e ativar chaves no PIX. Aqui vale um lembrete: fique de olho, porque o PIX só acontece dentro do aplicativo ou internet banking da instituição na qual você já tem conta.

A segunda camada é a de validação dos seus dados. Na hora de fazer uma transação, você precisa dizer que você é você, autenticando sua identidade na instituição. Isso é feito por senha, token, reconhecimento facial, biometria ou outro meio que você já costuma usar para acessar sua conta bancária.

Já a terceira camada de proteção é a ativação da chave para realizar suas transações. Ao ativar a sua chave, é criado um código criptografado que só a sua instituição e o Banco Central reconhecem. E a transferência acontece de forma segura e rápida.

4. Quem garante a segurança do PIX?

Todo o ecossistema financeiro, incluindo o Banco Central, que é responsável por sua implementação, e as instituições que cadastram seus clientes para que essa funcionalidade seja usada. Uma curiosidade que você talvez goste de saber: o PIX também tem a proposta de prevenir e dificultar atividades financeiras ilegais, contribuindo para a melhoria do sistema como um todo.

5. O que é a chave de segurança do PIX e para que ela serve?

É um dado que identifica você, como se fosse um apelido. Pode ser seu CPF/CNPJ, número de celular, e-mail ou uma chave aleatória, não vinculada a seus dados pessoais, que é gerada no aplicativo ou site do seu banco.

A chave ser para que você não precise informar os seus dados toda vez que for fazer um pagamento ou receber dinheiro. Assim, na hora da transferência, você fornece apenas a chave que cadastrou (CPF, por exemplo).

6. Como cadastro a chave de segurança?

Em primeiro lugar, veja se sua instituição financeira participa do PIX, consultando a lista oficial do Banco Central. A seguir, entre no aplicativo ou site de sua instituição e procure pela funcionalidade PIX.

Você está quase lá! Cadastre uma ou mais chaves de segurança e autorize a instituição a reconhecer a entrada e a saída de dinheiro a partir dessas chaves. Pronto! Após esse primeiro cadastramento, você pode utilizar a sua chave para receber e transferir dinheiro.

7. Quantas chaves do PIX eu posso cadastrar?

Você pode ativar até cinco chaves diferentes nas instituições com as quais você trabalha. Por exemplo, se quiser ativar uma chave com o seu e-mail, outra com seu número de telefone e outra com seu CPF, você pode!

Como nosso tema aqui é a segurança do PIX, não custa reforçar: há fraudadores que enviam links de páginas falsas de cadastro por SMS e WhatsApp. Não clique nesses links. Entre no aplicativo ou site de seu banco, como faz normalmente, e cadastre lá a sua chave.

8. Na hora de usar o PIX pode acontecer alguma fraude?

Para usar o PIX você deve entrar no site ou app da instituição financeira da qual você é cliente. Você não conseguirá usar o PIX sem se logar no site do seu banco e selecionar o serviço. Tenha isso em mente. O PIX é seguro dentro do site do seu banco. Ele usa as mesmas ferramentas de segurança que garantem outras atividades das instituições financeiras no ambiente digital e físico.

Algumas das questões de segurança em relação ao PIX e ao sistema financeiro como um todo estão relacionadas também à maneira como os usuários cuidam de seus dados pessoais. A gente traz algumas dicas para isso também. É o que você confere a seguir.

9. Como protejo meus dados?

Não clique em links de propagandas que peçam seu cadastro em um site que não seja o do seu banco. Recebeu um convite para baixar o app do PIX? Fuja. Viu um anúncio na internet orientando sobre como instalar o PIX. Não clique. Essas são as tentativas mais comuns de capturar seus dados pessoais.

10. Como transferir dinheiro ou pagar pelo PIX

Acesse o app do seu banco, digite sua senha eletrônica, localize e clique no PIX. Cada banco possui uma forma de mostrar as opções para usar o PIX, mas geralmente elas incluem:

  • Transferir: você pode digitar a chave PIX cadastrada pela pessoa que irá receber o dinheiro. Essa chave pode ser o número do telefone, o CPF ou outro dado que essa pessoa cadastrou no banco que ela usa. Você também pode transferir pelo PIX usando apenas os dados da conta e o CPF de quem irá receber.
  • Pagar usando QR Code: siga as instruções e aponte a câmera do celular para o QR Code que deseja escanear. A leitura é automática. Em seguida, aparecem os dados da pessoa que irá receber; basta digitar o valor e, para finalizar, sua senha.

==

Matéria originalmente publicada em 04/12/2020. Atualizada em 05/05/2021

Leia mais sobre:

Conteúdos Relacionados