O valor de ser jovem quando o assunto é dinheiro

Quem está começando a vida profissional tem de sobra. Sabe o que é? Descubra e aproveite você também!

19 de novembro de 2020

Quem está começando a vida profissional tem de sobra. Sabe o que é? Descubra e aproveite você também!


Uma vida financeira próspera depende de muitos fatores, como um bom planejamento, certo dinheiro para investir, disciplina e autocontrole para evitar as tentações de consumo. Mas tem um ingrediente mágico que faz toda a diferença na vida financeira e que só um jovem possui: o tempo.

O tempo é essencial para a construção de um patrimônio significativo no longo prazo. Quanto mais tempo tivermos para investir e manter o dinheiro aplicado, mais retorno será possível obter. Essa é a famosa mágica dos juros compostos, que se beneficiam do período em que o dinheiro fica rendendo.

Embora muitos jovens não considerem importante, começar a investir na aposentadoria antes dos 30 anos é um passo que mudará completamente o resultado do investimento no futuro. Para ilustrar esse ponto, confira uma simulação que mostra as diferenças entre o esforço necessário para se obter o mesmo valor aos 65 anos, começando a investir a partir de diferentes idades.


































Na simulação acima, podemos ver que, aos 20 anos, uma pessoa que deseje acumular R$ 300 mil reais, precisa investir mensalmente R$ 267 por 45 anos. Seu esforço de poupança irá produzir R$ 144.180,00, mas os juros acumulados irão produzir R$ 156.399,00 ou seja, mais do que o valor poupado. Mais da metade do valor total virá dos juros recebidos.

Se o início dos investimentos for aos 30 anos, o esforço de poupar mensalmente para obter o mesmo valor no final quase dobra, pois passa R$ 267 para R$ 409 mensais, e o valor poupado terá que ser maior pois o tempo de acumulação dos juros fica reduzido. E isso pode ser observado nas próximas linhas do exemplo, aos 40 e aos 50 anos.

Por esse motivo, quanto mais cedo se começa a poupar dinheiro, menor será o esforço e maior será o efeito dos juros na aplicação.

Por isso, se você é jovem e está começando sua vida profissional, use o tempo a seu favor. Assim que receber o primeiro ou o próximo salário, não perca um minuto sequer, comece a poupar pelo menos 10% da renda líquida. Dessa forma, você consegue aproveitar o presente com 90% do que recebe, mas não deixa de separar uma pequena parte para cuidar do amanhã e conquistar sua independência financeira.