Empreendedorismo de impacto ambiental

Ideias de negócios que fazem bem para o bolso e para o planeta para você empreender em 2021

7 de janeiro de 2021

Empreendedorismo de impacto ambiental

O Brasil tem enfrentado enormes desafios ambientais. O aumento no desmatamento da Amazônia, que avançou 34% em 2020, e dos incêndios no Pantanal, devastando a flora e a fauna local, e os efeitos das mudanças climáticas que se manifestam na forma de secas, ondas de calor, temporais e enchentes, revelam uma crise climática que precisa urgentemente ser combatida.


E como toda crise também é uma fonte de oportunidades, muitos empreendedores estão engajados em criar soluções para os problemas ambientais que enfrentamos atualmente. Conheça algumas ideias e inspire-se em negócios que podem salvar o seu bolso e o planeta.


Limpeza sem água

O hábito de encher baldes ou usar mangueiras para lavar carros e ambientes internos ou externos está fora de moda, já que cada vez mais viveremos o desafio de lidar com a escassez desse recurso tão essencial para nossa sobrevivência. Pensando na tendência de reduzir cada vez mais a quantidade de água em processos de limpeza, várias indústrias já desenvolveram produtos, equipamentos, esponjas e tecidos especiais que prometem trazer bons resultados na limpeza de superfícies a seco.


Você pode investir tanto no desenvolvimento de produtos, quanto na oferta de serviços de limpeza que dependam cada vez menos da água para higienizar casas, móveis e veículos. É bom lembrar que certos produtos químicos podem causar danos à saúde e ao meio ambiente, por isso vale a pena pesquisar alternativas caseiras ou biodegradáveis.


Alimentação vegana

A teoria mais aceita mundialmente sobre a origem do coronavírus que causa a COVID-19 é que se trata de uma zoonose, ou seja, uma doença transmitida pelo contato de um humano com um animal contaminado. Mas as zoonoses são apenas um dos motivos para o rápido crescimento do veganismo no mundo.


O relatório “The green revolution”, publicado na Espanha, investigou as principais razões para a adoção do estilo de vida vegano e, principalmente, da alimentação vegetariana, e obteve os seguintes resultados:

  • 17% escolheram esse tipo de alimentação por motivos de saúde, ou seja, evitar doenças transmitidas pelos animais ou pelos produtos químicos e hormônios utilizados na criação, alimentação e conservação da carne para consumo humano.
  • 21% pela sustentabilidade ambiental, isto é, para reduzir os impactos no uso da água, terra e insumos para alimentar os animais que serão consumidos futuramente, bem como os gases de efeito estufa emitidos pelas criações de gados e porcos.
  • 57% pela ética e bem-estar animal, ou seja, para evitar os maus tratos e confinamentos de animais para consumo humano.


No Brasil, cerca de 30 milhões de pessoas se declaram vegetarianas ou veganas. Essa tendência é um ótimo motivo para pensar nesse mercado como oportunidade de negócios, que pode gerar lucro e contribuir para evitar doenças, mudanças no clima e desrespeito aos animais.


Produtos em refil ou a granel

Reduzir a produção de resíduos das embalagens de alimentos e produtos de limpeza é uma demanda atrelada ao crescimento da população. Estima-se que até seremos 9 bilhões de habitantes no planeta Terra, consumindo todos os dias. Se não houver alternativas para as embalagens de produtos que compramos no dia a dia, certamente iremos viver cercados por lixo.


De olho nisso, comércios que vendem grãos, farinhas, frutas e temperos a granel vêm crescendo exponencialmente e vem sendo adotado inclusive por grandes redes de supermercado. Além de gerar economia no bolso para o consumidor, já que ele não precisa pagar pelos custos com a embalagem, a venda a granel reduz os impactos dos resíduos no meio ambiente gerando ganhos para todos.


Outra forma de reduzir o uso de materiais nas embalagens são os refis, adotados pelas indústrias de limpeza e cosméticos do país. A ideia é vender o primeiro exemplar do produto em sua embalagem convencional e oferecer refis para que o consumidor possa repor o conteúdo poupando seu bolso e o planeta do excesso de plásticos. Aí está outra ótima oportunidade de negócio para atender a um consumidor cada vez mais consciente.


Embalagens ecológicas

A quarentena elevou os gastos da família com delivery. E tudo que chega à nossa casa precisa estar devidamente embalado. Uma ótima oportunidade de gerar lucro e ao mesmo tempo cuidar do meio ambiente é investir em embalagens biodegradáveis, de material reciclado ou retornáveis. Confira as diferenças entre elas.

  • Biodegradáveis - Feitas de materiais que se decompõem mais rapidamente no ambiente, como papel, poli ácido lático (PLA) ou plástico feito da fermentação do amido vegetal, resíduos oriundos de vegetais ou celofane.
  • Material reciclado – Feitas de resíduos que já foram produtos ou embalagens algum dia e depois de passar por um processo de reciclagem, estão prontas para embalar novamente.
  • Retornáveis – São potes, garrafas, latas ou caixas mais duráveis que podem servir para embalar várias vezes o mesmo produto, desde que haja um processo para coletar as embalagens vazias e devolvê-las cheias ao consumidor.


Separação e destinação de resíduos

E quem disse que o lixo não pode ser uma boa fonte de renda? Com tanta gente no planeta consumindo, é fácil entender a riqueza que pode estar sendo jogada fora.


No Brasil são produzidas cerca de 80 milhões de toneladas de rejeitos todos os anos e apenas 3% desse total são reaproveitados. São aproximadamente R$ 14 bilhões anuais perdidos em produtos que poderiam ser reciclados.


O reaproveitamento e a reciclagem de resíduos são setores importante da economia que podem gerar oportunidades de negócios para quem se dispõe a triar, separar, limpar, organizar e destinar os resíduos para os locais adequados e em seguida, comercializar os componentes, materiais que possam ser reaproveitados ou reciclados ou até mesmo produtos desenvolvidos a partir dos resíduos.


Os principais resíduos reaproveitados pela indústria são: metal, vidro, papel, plástico, borracha e entulho de construção civil. De forma geral, esses materiais que são depositados nos lixos urbanos, podem dar origem a uma série de novos produtos que atendem à demanda do mercado, como tapetes e revestimentos de borracha obtida a partir do reaproveitamento de grânulos de pneus e usinagem de peças a partir do derretimento de metais, entre diversos outros. Outro mercado com oportunidades é o de reciclagem de lixo eletrônico.


São diversas opções de produtos desenvolvidos a partir do reaproveitamento de resíduos e, por isso mesmo, você deve pesquisar pelo tipo de produto que pretende fabricar para o mercado. É preciso levar em conta se há demanda e se o valor financeiro que pode ser gerado está de acordo com o quanto você pretende lucrar. Pesquise por métodos inovadores, equipamentos e soluções que possam tornar a sua empresa mais lucrativa e sustentável.