Uma Iniciativa Febraban

Dicas de acesso ao crédito para pequenos negócios

Acesso ao crédito

A decisão de investir e financiar o crescimento da empresa deve ser baseada em informações e controles financeiros precisos, para que os recursos buscados sejam utilizados para alavancar o negócio e não para cobrir deficiências de gestão financeira.

A utilização sistemática de instrumentos de gestão financeira permite uma administração efetiva dos recursos captados pela empresa e indica a capacidade real de pagamento da dívida a ser contraída.

Isto é fundamental para evitar que o empreendedor, ao obter crédito, crie problemas ainda maiores, ao contrair uma dívida que não conseguirá quitar.


Passo a passo para acesso ao crédito

  • Escolher a instituição financeira onde pretende obter crédito
  • Ter bom relacionamento com a instituição financeira
  • Manter um cadastro positivo
  • Solicitar limite de crédito compatível com a necessidade de sua empresa
  • Disponibilizar informações cadastrais, financeiras e gerenciais confiáveis


Requisitos para facilitar o acesso ao crédito

  • Plano de Negócios
  • Condições cadastrais
  • Disponibilidade de garantias reais
  • Contrapartida de recursos próprios
  • Faturamento comprovado
  • Situação de regularidade dos impostos
  • Saúde financeira da empresa
  • Competitividade do negócio
  • Experiência e competência empresarial dos administradores
  • Tempo de atividade da empresa 


Financiamento
Dicas para Financiamento

  • Avalie: Identifique suas necessidades e tenha certeza de que o financiamento é a melhor solução.
  • Calcule: Analise se o lucro da sua empresa é suficiente para quitar o financiamento.
  • Previna-se: Leve em conta as taxas extras cobradas, como seguro e tarifas de abertura de crédito.
  • Pesquise: Estude as diversas linhas disponíveis e compare as vantagens oferecidas pelo mercado.
  • Prepare: Tenha em mãos a documentação exigida e também o Plano de Negócios ao conversar com o gerente.
  • Separe: Não misture o caixa da empresa com o pessoal. Fuja da tentação de recorrer ao crédito pessoal para financiar o negócio.
  • Analise: Entenda o motivo do crédito, a finalidade, o momento ideal, o valor ideal de recursos e a linha de crédito adequada.


Custo Efetivo Total

Os bancos são obrigados a informar aos proprietários das micro e pequenas empresas todas as despesas das operações de crédito e financiamento.

O chamado Custo Efetivo Total (CET) engloba taxas, tributos, juros, seguros e despesas incidentes na transação e deverá ser expresso sob a forma de percentual anual.

Essa medida possibilita ao empreendedor conhecer o custo real do crédito obtido junto às instituições financeiras e facilita a comparação de preços entre os produtos oferecidos pelos bancos, incentivando a concorrência entre eles e contribuindo para a queda de tarifas.



Capital de Giro

Capital de giro é o conjunto de valores necessários para a empresa fazer seus negócios acontecerem.

Em geral, de 50 a 60% do total dos ativos de uma empresa representam a fatia correspondente a este capital.

Quanto maior a necessidade de investimento nos estoques, mais recursos financeiros a empresa deverá ter, o que justifica a importância do capital de giro.

Administrar o capital de giro da empresa significa avaliar o momento atual, as faltas e as sobras de recursos financeiros e os reflexos gerados por decisões tomadas em relação às compras, vendas e à administração do caixa.

O capital de giro contribui para o crescimento dos pequenos negócios, pois permite o investimento na melhoria da gestão.


Fonte: Sebrae Minas Gerais - 11/12/2015



Matérias Relacionadas

Inspiração e soluções para o seu negócio

O que fazer quando o dinheiro acaba antes do previsto

Pessoa Jurídica X Pessoa Física

Plataformas de Financiamento Coletivo

Quando é o melhor momento para buscar um financiamento pra minha empresa?

Saiba como avaliar se sua empresa está dando lucro ou prejuízo