Uma Iniciativa Febraban

Como concretizar o sonho de estudar fora do Brasil

Programas de estágio, intercâmbio e bolsas tornam possível viver e estudar no exterior gastando pouco

Estudar no exterior pode ser uma oportunidade única de aprendizado e vivência cultural para quem deseja ganhar fluência em outro idioma, conhecer lugares diferentes, experimentar outros modos de vida e expandir a visão de mundo. Não é à toa que tantas pessoas queiram fazer um curso e residir algum tempo fora do país. Se você é uma delas, saiba que, com planejamento, organização e muito empenho esse sonho pode se tornar realidade.

Para isso, é preciso “quebrar” o plano em pequenos passos, tais como:

1. Escolha o curso ou programa que mais combina com seus objetivos. A seguir, trazemos várias opções para ajudar você em sua decisão.

2. Verifique se é necessário aprender o básico da língua do país de destino para participar da seleção. Peça ajuda de amigos e conhecidos para estudar e ofereça, em troca, algo que você possa fazer, como cuidar das crianças por algumas horas ou hospedar o animal de estimação da família durante uma viagem.

3. Defina quanto dinheiro você precisará poupar para pagar as despesas de moradia, traslado, livros e outros materiais. Estabeleça metas, estratégias e prazos para formar sua reserva. Uma dica é converter seus presentes de aniversário, Natal, etc., em moeda do país que deseja visitar.

4. Estruture um cronograma de estudos para as provas e processos seletivos.

Há uma série de programas de intercâmbio que permitem conciliar trabalho e estudo, programas de estágio remunerados e, também, instituições que oferecem bolsas para cursos de graduação, pós-graduação e pesquisa em diversos países. Eles possibilitam estudar fora gastando pouco ou de graça.

Muitos desses programas têm inscrições abertas nos primeiros meses de 2017 e outros acontecem ao longo do ano. Listamos, a seguir, os principais deles. Faça uma busca na internet para encontrar outros. Organize uma agenda para não perder os prazos, conheça as regras para participação e prepare-se para viver uma experiência incrível!

  Bolsas de estudos

Erasmus+: Mantido pela Comissão Europeia, o programa oferece bolsas de graduação, pós-graduação e pós-doutorado em algumas das melhores instituições de ensino da Europa. São custeados os estudos de alunos, professores, atletas, funcionários administrativos de universidades e servidores públicos que atuem no ramo da educação. Diretores de escolas públicas e particulares de ensino fundamental e médio, além de atletas e técnicos esportivos, também podem participar dos programas de intercâmbio, que têm duração de 2 a 24 meses. Leia o guia com informações completas sobre o programa.

Fundação Estudar: Seleciona jovens para bolsas de estudos em escolas de excelência no Brasil e no exterior. Além do apoio financeiro, o aluno recebe suporte para acelerar seu desenvolvimento. A cada ano, são concedidas de 30 a 40 bolsas para quem já está na universidade ou em fase de vestibular. Faça a sua pré-inscrição para 2017 neste link.

Fulbright: Mais de 3,5 mil brasileiros já foram beneficiados pelo programa de intercâmbio criado em 1946 pelo governo dos Estados Unidos. O Fulbright oferece bolsas para graduação em universidades comunitárias norte-americanas, mestrado em cinema e bolsas de doutorado, pós-doutorado e professor visitante em todas as áreas do conhecimento. No Brasil, há uma comissão dedicada ao programa. Conheça.  

Santander Universidades: Oferece bolsas de curta e média duração em universidades de vários países, por meio de cinco Programas: Fórmula Santander, Top España, Top China, Bolsas Luso-Brasileiras e Bolsas Ibero-Americanas. Acompanhe no site a abertura das inscrições. Em 2017, a novidade são os programas de capacitação para mulheres interessadas em aprimorar suas habilidades de liderança, em parceria com a Universidade da Califórnia (UCLA). As inscrições vão até 15 de março. É preciso ter fluência em inglês. Saiba mais.

Lemann Fellowship: A Fundação Lemann concede bolsas integrais e parciais para pós-graduação (mestrado e doutorado) nas áreas de Educação, Políticas Públicas e Saúde Pública em algumas das melhores universidades do mundo, como Harvard, Stanford, Columbia, Oxford, Yale e MIT (Massachusetts Institute of Technology). Veja como participar.

Fundação Carolina: Oferece a alunos da América Latina a oportunidade de completar sua formação na Espanha. Na edição 2017-2018, serão oferecidas 521 bolsas para pós-graduação, doutorado e pós-doutorado, além de bolsas de mobilidade para professores brasileiros e para projetos de empreendedorismo, em todas as áreas do conhecimento. Inscrições até 4 de abril. Conheça os programas disponíveis.

Orange Tulip Scholarship: A Holanda oferece bolsas de estudos exclusivas para brasileiros, por meio do Orange Tulip Scholarship. O programa cobre o valor das mensalidades do curso de graduação e mestrado em mais de 30 universidades holandesas e, em alguns casos, banca também os gastos pessoais dos alunos. As inscrições para o ciclo de 2017 se encerram em 30 de abril. Saiba mais.

Chevening: O governo britânico concede bolsas de pós-graduação a alunos de mais de 160 países, incluindo o Brasil, desde que eles sejam aprovados em universidades do Reino Unido. O programa cobre passagens de ida-e-volta, anuidade escolar e despesas pessoais. As próximas inscrições estão previstas para agosto de 2017. Saiba mais.

United World Colleges (UWC): O programa oferece bolsas de estudos para fazer o Ensino Médio em um dos 14 países onde há escolas UWC, entre eles, Estados Unidos, Alemanha, Canadá, Holanda e Suazilândia. Podem participar do processo seletivo jovens com idade entre 15 e 18 anos, que estejam cursando o primeiro ou segundo ano do Ensino Médio. Não é necessário conhecimento prévio de inglês. As inscrições acontecem no segundo semestre. Acompanhe pelo site http://www.uwc.org.br/

  Programas de intercâmbio

Au Pair: O programa envolve trabalho, estudo e entretenimento nos Estados Unidos. É voltado a mulheres de 18 a 26 anos que tenham Ensino Médio, habilidade com a língua inglesa e afinidade com crianças. Você irá morar com uma família nos Estados Unidos cuidando dos filhos. Em troca, receberá um salário fixo, ajuda de custo em cursos de idiomas e um quarto individual para hospedagem. E tem a possibilidade de fazer passeios e viagens durante as folgas. O intercâmbio tem duração de um ano e pode ser estendido por mais seis, nove ou 12 meses. Saiba mais.

Trabalho & estudo: Você pode morar, estudar inglês e trabalhar na Irlanda, Austrália ou Nova Zelândia. A estadia é em campus, casa de família ou residência estudantil e o tempo mínimo de permanência é de 14 semanas. Saiba mais. 

Work and Travel: Se você tem entre 18 e 28 anos, pode aproveitar as férias escolares para fazer uma viagem e trabalhar nos Estados Unidos, aprendendo e desenvolvendo novas habilidades. O programa tem duração de até quatro meses, em que você poderá ganhar a partir de 7,25 dólares por hora trabalhada. Saiba mais.

Work France: Programa de trabalho remunerado na França, para jovens universitários que têm entre 18 e 26 anos de idade. O programa tem duração de dois a três meses e é realizado durante as férias de verão, no Brasil. Nesse período, você poderá trabalhar em hotéis, restaurantes, lojas e outros empreendimentos em qualquer local da França. Saiba mais.

Trabalho e estudo no Canadá: O país oferece vários programas que aliam estudo e trabalho. Você precisa estar matriculado em um curso que tenha, no mínimo, seis meses de duração, em uma escola designada pelo governo canadense. Saiba mais.

  Programas de estágios

IAESTE: Programa de estágio em empresas estrangeiras, o IAESTE (International Association for the Exchange of Students for Technical Experience) promove o intercâmbio entre estudantes universitários em mais de 80 países. Com ele, você pode ter uma experiência profissional no exterior, dentro de sua área de estudo, por até doze meses. Durante esse período, recebe uma bolsa auxílio para cobrir as despesas com acomodação, transporte e alimentação. Saiba mais.

AIESEC: O programa Talentos Globais da AIESEC (Association Internationale des Etudiants en Sciences Economiques et Commerciales), possibilita que você trabalhe em uma empresa internacional, vivenciando diferentes culturas, ao mesmo tempo em que desenvolve habilidades essenciais de liderança e trabalho em equipe. Saiba mais.


Dica: O caderno Tudo sobre Bolsas de Estudos, organizado pela Fundação Estudar, traz dicas de bolsistas que podem ajudar você a se sair bem nos processos seletivos para bolsas de estudo no exterior. Traz, ainda, uma lista de organizações que podem ajudar você a conquistar a sua bolsa. Conheça!


Matérias Relacionadas

Como bancar seus estudos na crise

Faculdade ou intercâmbio?

Viajar gastando pouco? Sim, é possível!