Uma Iniciativa Febraban

Como bancar seus estudos na crise

A indefinição sobre o futuro do Fies e a crise econômica tem levado muitos brasileiros a pensarem duas vezes antes de fazer um curso superior. Não é para menos. O desemprego e as restrições para acesso ao programa público de financiamento estudantil têm feito com que muitas pessoas que já estão em uma faculdade particular enfrentem dificuldades para pagar a mensalidade.

Nessa situação, como realizar o sonho de estudar e conseguir melhores oportunidades no mercado de trabalho? Fomos atrás de alternativas para ajudar você a encontrar um caminho para continuar a estudar.

Uma opção é fazer um curso à distância, uma modalidade de ensino que vem crescendo ano a ano no Brasil, em função das facilidades e do menor custo. O último Censo da Educação Superior mostra que quase 1,4 milhão de pessoas fazem um curso superior à distância no país. Você também pode batalhar por uma bolsa de estudos ou buscar um financiamento que caiba no seu bolso.

Conheça melhor essas alternativas, escolha um curso que realmente possa fazer a diferença para a sua carreira profissional e vá em frente!

Educação à distância

Muitas faculdades particulares oferecem cursos na modalidade EAD (Educação à Distância). O aluno recebe materiais para estudar em casa e tem aulas online. Esses cursos têm um preço bem inferior aos presenciais e, estudando em casa, você ainda faz economia com transporte e alimentação. Saiba mais sobre os cursos online.

Bolsas de estudos

Você pode conseguir uma bolsa de estudos parcial ou integral na instituição de ensino que deseja estudar. A bolsa costuma ser concedida a alunos com boa pontuação na prova de ingresso (vestibular), que têm baixa renda familiar, participam de atividades e projetos educacionais da faculdade ou, ainda, realizam projetos de iniciação científica.

Conheça também o Educa Mais Brasil, um programa privado de bolsas de estudos que tem parceria com 15 mil instituições de ensino e oferece bolsas de até 70% para cursos de graduação, pós-graduação, educação básica e cursos técnicos, entre outros.

Financiar com seu banco

Alguns bancos têm linhas de crédito específicas para cursos de graduação e de pós-graduação. Em geral, as taxas de juros são inferiores às dos demais financiamentos e o estudante tem um prazo maior para pagar. Há ainda, os programas de crédito estudantil: leia esta matéria para conhecer.

Antes de contratar o empréstimo faça as contas para ver se a prestação vai caber no seu orçamento. Nossa Tabela Mês a Mês do estudante pode ajudar você a organizar suas finanças.

Financiar direto com a faculdade

Muitas instituições de ensino fazem convênios com bancos para financiar o curso para seus alunos, em condições especiais de taxas e prazos de pagamento. Fale com a sua universidade para ver se ela oferece esta opção.

Outros programas de crédito

Conheça o PraValer, um programa de crédito universitário privado que financia cursos de graduação, pós-graduação e cursos técnicos em 300 universidades em todo o país. Atende quem já está na faculdade ou ainda vai ingressar. Os juros variam de 0% a 2,19% ao mês e, em algumas instituições, não há a cobrança de juros.

 


Matérias Relacionadas

Sonha com o diploma? Conheça o Crédito Estudantil

Faculdade ou intercâmbio?